Páginas

20 de nov de 2010

Futilidades Essenciais

As palavras incultas que agora a insanidade me provê
Trazem neste céu simples e noturno as lembranças de você
Memórias residentes numa dor superficial
Sem sabor de pêssego, mas com cara de final
Momentos ansiolíticos para uma alma misantrópica
Uma luta sem vestígios e uma saudade amórfica
Enfim à espera e uma contagem regressiva
Para uma ida ao campo, saindo em comitiva
Jovens que partem, essências que se encontram
Num chão gramado, num céu estrelado
Embalados pelos cantos que entoam...


(Poema de D. Joe)

Nenhum comentário:

Postar um comentário